segunda-feira, fevereiro 28

Correlações Ouro x Petróleo x Forex x Títulos

2.1 - O ouro



Antes de detalhes sobre a relação entre moedas e o ouro, vamos primeiro dizer que o ouro e o dólar americano não se dão muito bem.

Normalmente, quando o dólar sobre, o ouro cai e vice-versa.

A lógica tradicional aqui é que em épocas de instabilidade econômica, os investidores tendem a diminuir o dólar em favor do ouro.

Ao contrário de outros ativos, o ouro mantém seu valor intríseco, ou melhor, é o brilho natural!

Atualmente, a relação inversa entre o dólar e o ouro ainda permanece, embora a dinâmica por trás dela tenha mudado um pouco.

Pelo fato de o dólar ser considerado um "porto seguro", sempre que há problemas econômicos nos EUA ou em todo o globo, mais frequentemente os investidores não compram os dólares.

O inverso acontece quando há sinais de crescimento.

Dê uma olhada neste gráfico impressionante:





Atualmente, a Austrália é o terceiro maior escavador de ouro do mundo. Queremos dizer, o terceiro maior produtor de ouro do mundo, vendendo cerca de $ 5 bilhões do tesouro amarelo cada ano!

Historicamente, AUD/USD teve uma correlação de 80% com o preço do ouro.

Agora veja outro:



Através dos sete mares, a moeda da Suíça, o franco suíço também tem uma forte ligação com o ouro. Usando o dólar como moeda-base, o USD/CHF geralmente sobe quando o preço do ouro cai.

Por outro lado, quando o par cai o preço do ouro sobe. Ao contrário do dólar australiano, a razão pela qual os movimentos de francos suíços é inversa ao preço do ouro é que mais de 25% do dinheiro da Suíça é apoiado em reservas de ouro.

Isso não é incrível?

A relação entre as moedas e o ouro é apenas um dos muitos que vamos enfrentar. Continue lendo!

Original: http://www.babypips.com/school/as-gold-as-it-gets.html

2.2 - Petróleo

Agora, deixe-me falar de outro tipo de ouro... O preto.

Como você deve saber, o petróleo é muitas vezes referido como "ouro negro", ou como nós aqui no Babypips o chamamos, o "crack negro".



Pode-se viver sem ouro, mas quem é viciado em crack não vive sem crack

A diferença é que o petróleo é uma droga que corre nas veias da economia global, pois é uma grande fonte de energia.

O Canadá, um dos maiores produtores de petróleo do mundo, exporta cerca de 2 milhões de barris de petróleo por dia para os EUA. Isso o torna o maior fornecedor petrolífero para os EUA!

Por causa do volume envolvido, ele cria uma enorme quantidade de demanda por dólares canadenses.



Ampliada: http://www.babypips.com/school/images/sophomore/oil-vs-usdcad.png

Quando o preço do petróleo sobe, normalmente causa um certo declínio em USD/CAD.

Além disso, tome nota de que a economia do Canadá é dependente das exportações, e cerca de 85% das suas exportações vão para o seu irmão mais velho do sul, os EUA. Devido a isso, o USD/CAD pode ser bastante afetado pela forma como os consumidores dos EUA reagem às mudanças nos preços do petróleo.

Se a demanda nos EUA aumenta, os fabricantes terão de produzir mais petróleo para cobrir a demanda. Isso pode levar a um aumento dos preços do petróleo, podendo causar uma queda em USD/CAD.

Se cai a demanda dos EUA, os fabricantes podem reduzir a produção, uma vez que não é necessário fazer mais mercadorias. A demanda de petróleo pode cair, o que poderia prejudicar a demanda para o CAD.

Então, da próxima vez que abastecer o carro e ver que os preços do petróleo estão subindo, você pode usar essa informação para seu proveito! Pode ser uma pista para vender USD/CAD!

Algumas corretoras forex permitem que você comercialize o ouro, petróleo e outros produtos. Lá, você pode facilmente monitorar negociações sobre estes e outros produtos. Você também pode monitorar os preços do ouro em http://www.timingcharts.com/ e em http://www.kitco.com . Pode igualmente verificar os preços do petróleo, ouro e outros metais utilizando este link: http://www.cx-portal.com/wti/oil_en.html .

Original: http://www.babypips.com/school/black-crack.html

2.3 - Títulos
Um título é um "IOU" emitido por uma entidade quando ela precisa pedir dinheiro emprestado. Estas entidades, como governos, municípios ou empresas multinacionais, precisam de um montante de recursos para operar de modo que muitas vezes precisam de empréstimos de bancos ou de pessoas como você. Quando você possui um título do governo, com efeito, o governo o tomou dinheiro emprestado.

Você deve estar se perguntando, "não é o mesmo que possuir ações?"

Uma diferença importante é que os títulos têm normalmente um prazo definido para a maturidade, onde ao proprietário em uma data determinada é pago o dinheiro que emprestou, conhecido como capital. Além disso, quando um investidor compra um título de uma empresa, ele é pago a uma determinada taxa de retorno, também conhecida como o rendimento dos títulos, em intervalos de tempo determinados. Estes pagamentos de juros periódicos são comumente conhecidos como pagamentos de cupom.

Bond Yield (rendimento do título) refere-se às taxas do retorno ou dos juros pagos ao que empresta equanto bond price (preço do título) é a quantidade de dinheiro que o que empresta paga pelo acordo.

O bond yield (rendimento do título) e o bond price (preço do título) são inversamente correlacionados. Quando um é grande o outro é pequeno e vice-versa. Aqui está um exemplo simples para ajudar a lembrar:



Espere um minuto ... O que isso tem a ver com o mercado de câmbio?

Tenha sempre em mente que as relações intermercados regem a ação do preço da moeda.

Neste caso, os rendimentos de títulos realmente serviriam como um excelente indicador da força do mercado de ações. Em particular, os rendimentos de títulos dos EUA iriam interferir no desempenho do mercado acionário dos EUA, refletindo assim a demanda para o dólar dos EUA.

Vejamos o cenário: a procura por títulos geralmente aumenta quando os investidores estão preocupados com a segurança de seus investimentos em ações. Esse tipo de vínculo elevado faz com que o bond price seja alto e por consequencia o bond yield será baixo.

Como os investidores cada vez mais se movem para longe de investimentos em ações e outros de grandes riscos, o aumento da procura por "instrumentos de menor risco" como títulos dos EUA e o "porto-seguro", o dólar americano, empurra os preços para cima.

Outra razão para estar ciente das obrigações de dívida pública é que elas atuam como um indicador na direção geral das taxas de juros e em suas expectativas.

Por exemplo, nos EUA, se teria foco sobre a Tesouraria de 10 anos. A produtividade crescente do dólar é de alta. A queda de rendimento causa baixa no dólar.

É importante conhecer a dinâmica subjacente sobre o porquê do rendimento do título estar subindo ou caindo. Ele pode ser baseado em expectativas da taxa de juros, ou pode ser baseado em incertezas do mercado e uma busca por segurança em um título de menor risco.

Depois de entender como os aumentos dos rendimentos dos títulos geralmente causam uma apreciação na moeda de um país, você provavelmente está ansioso para descobir como isso pode ser aplicado à negociação forex. Continue lendo.

Lembre-se que um dos nossos objetivos na troca de moedas (além de pegar muitos pips!) é negociar uma moeda forte com uma moeda fraca comparando suas respectivas economias. Como podemos usar os rendimentos de títulos para fazer isso?

Original: http://www.babypips.com/school/the-411-on-bonds.html

2.4 - Spreads de Títulos



O spread de títulos representa a diferença entre os rendimentos dos títulos dos dois países.

Estas diferenças dão origem a operações de carry trade, que discutimos na lição anterior.

Através do monitoramento dos mercados emergentes e das expectativas de alterações na taxa de juros, você terá ideia de para onde os pares de moedas estão indo.

Aqui está o que queremos dizer:



De acordo com o alargamento do spread de títulos entre duas economias, a moeda do país com maior rendimento de títulos se valoriza frente à moeda do país com menor rendimento de títulos.

Você pode observar esse fenômeno olhando para o gráfico da ação do preço AUD/USD e do spread de títulos entre os títulos dos goverdos americano e australiano de 2000 a 2009.

Observe que quando o spread do título subiu de 0,5% para 1,00% de 2002 a 2004, AUD/USD subiu quase 50%, passando de 0,5000 para 0,7000.

O mesmo aconteceu em 2007 quando o diferencial de títulos subiu de 1,00% para 2,50%, AUD/USD subiu de 0,7 mil para pouco mais de 0,9 mil. Isso seria 2000 pips!

Com o advento da da crise de 2008, todos os principais bancos centrais começaram a cortar suas taxas de juros, AUD/USD caiu de 0,9000 para 0,7000.

Então o que aconteceu aqui?

Um fator que provavelmente está em jogo aqui é que os traders estão se aproveitando dos carry trades.

Quando os spreads de títulos entre os tesouros americano e australiano estavam aumentando, os traders definiram posições de compra de AUD/USD.

Por quê?

Para aproveitar o carry trade!

No entanto, uma vez que o Banco Central da Austrália começou a cortar as taxas e os spreads de títulos começaram a diminuir, os traders reagiram terminando suas posições de compra de AUD/USD, pois não estavam mais tão rentáveis.

Original: http://www.babypips.com/school/bond-spreads.html

2.5 Títulos de Mercado, Seguros de Renda Fixa e o Mercado Forex

Uma breve recapitulação: Até agora, nós discutimos como diferenças nas taxas de retorno podem servir como indicador do movimento do preço da moeda.

Com o aumento do spread de títulos ou do diferencial da taxa de juros entre duas economias, a moeda com maior rendimento de título ou taxa de juros geralmente aprecia sobre a outra.

Muito parecido com os títulos, seguros de renda fixa são os investimentos que oferecem uma remuneração fixa em intervalos regulares de tempo. As economias que oferecem retornos mais elevados em seus seguros de renda fixa devem atrair mais investimentos, certo?

Este, então, torna a moeda local mais atraente do que outras economias que oferecem retornos mais baixos no mercado de renda fixa.

Por exemplo, vamos considerar os títulos da Grã-Bretanha e dos seguros europeus.

Se os seguros europeus estão oferecendo uma taxa de retorno inferior em comparação aos títulos britânicos, os investidores seriam desencorajados a colocar seu dinheiro no mercado de rendas fixas do euro e prefere colocar seu dinheiro em ativos com maior rendimento. Por isso, o euro poderia enfraquecer frente a outras moedas, especialmente o GBP.

Este fenômeno se aplica a praticamente qualquer mercado de renda fixa e para qualquer moeda.

Você pode comparar os rendimentos sobre os seguros de renda fixa do Brasil com o mercado de renda fixa da Rússia, e utilizar os diferenciais para prever o comportamento do real e do rublo.


Se você quiser tentar ver mais dessas correlações, os dados sobre vínculos do governo e das empresas podem ser encontrados nestes dois sites:

Bloomberg: http://www.bloomberg.com/markets/rates/index.html

BondsOnline: http://www.bondsonline.com/Todays_Market/Global_Sovereign_Bond_Yields.php

Você também pode verificar o site do governo de um país em particular para descobrir a rentabilidade dos títulos atuais. Esses são bastante precisos. São dados governamentais. Você pode confiar neles.

Na verdade, a maioria dos países oferecem títulos, mas queira dar maior atenção aos países de pares maiores.

Aqui estão alguns dos títulos populares de todo o mundo e seus apelidos legais:

EUA: U.S. Treasury bonds, Yankee bonds

UK: Gilts, Bulldog bonds

Japão: Japanese bonds, Samurai bonds

Zona Euro: Euro zone bonds, Euribors

Alemanha: Bunds

Suíça: Swiss Bonds

Canadá: Canadian Bonds

Austrália: Australian Bonds, kangaroo bonds, Matilda bonds

Nova Zelândia: New Zealand bonds, Kiwi bonds

Espanha: Matador bonds

Alguns países também oferecem títulos com diferentes prazos de vencimento, então esteja certo de que você esteja comparando títulos com o mesmo prazo de vencimento (como 5-anos gilts com 5-anos Euribors), caso contrário, sua análise poderia falhar.

E nós não queremos isso, queremos?

Original: http://www.babypips.com/school/bond-markets-fixed-income-securities-and-the-forex-market.html

1 comentários:

Blogger disse...

I would like to recommend that you pick the highest ranking Forex broker - eToro.